Radiodontes: as feras marinhas que desenvolveram a visão noturna na pré-história



Radiodontes

 
Cientistas australianos analisaram fósseis de radiodontes, um animal pré-histórico com dentes de serra que viveu 500 milhões de anos atrás.

Eles eram bestas marinhas gigantes, com dentes de serra e visão noturna. Eles habitaram 500 milhões de anos atrás. Foram os radiodontes.

Um grupo de cientistas australianos analisou fósseis dessas criaturas, ampliando ainda mais o conhecimento sobre eles.

"Eles são muito raros", diz John Paterson, da University of New England. "Eles parecem uma mistura de várias partes de animais unidas." 
 
Radiodontes

"A cabeça tem um par de grandes apêndices espinhosos para capturar a presa, uma boca circular com dentes de serra e um grande par de olhos."

Graças à sua visão, especialmente desenvolvida para locais com pouca luz, eles podiam caçar com mais facilidade.

“Eles teriam colocado muita pressão sobre suas presas, especialmente quando se trata de sobrevivência a longo prazo”, observa Paterson.

Paterson trabalhou ao lado de Gregory Edgecombe e Diego García-Bellido.
 
A descoberta feita graças aos fósseis de radiodontes 
 
O cientista e sua equipe examinaram fósseis de radiodonte encontrados em Emu Bay Shale, Ilha Kangaroo, Sul da Austrália. A maior novidade estava na análise dos olhos da fera marinha.

Foi determinado que uma amostra de olho tinha 28 mil lentes! É um número de lente semelhante ao de insetos como a libélula, observa Paterson na revista Science Advances.
 
Radiodontes

“Eles não apenas tinham uma visão aguçada, mas eram capazes de ver em diferentes níveis de luz dentro do oceano”, diz ele. "Isso inclui nas profundezas escuras da zona crepuscular, até mil metros, onde a luz do sol desapareceu."

A extinção dos radiodontes ocorreu há 400 milhões de anos. A causa é desconhecida.
 
Fonte: FayerWayer

Nenhum comentário: